Alargamento de passagens inferiores na A1

Alongamento e Reforço das Passagens Inferiores na Auto-estrada do Norte - A1 – Sub-lanço Feira / Carvalhos

 

O alargamento da Auto-estrada do Norte A1 para 2x3 vias, prevendo-se um futuro alargamento para 2x4 vias, obrigou ao alongamento, em cerca de 5 m para cada lado, de oito Passagens Inferiores e reforço estrutural em cinco delas, no Sub-lanço Feira/Carvalhos (seis no trecho IC24/Carvalhos e duas no Feira/IC24)

 

solução de alargamento desenvolvida pela PC&A consistiu na realização de tabuleiros de três vãos, apoiados sobre microestacas cravadas no tardoz dos muros de ala existentes. Assim os novos tabuleiros foram projectados com geometria semelhante à travessa dos pórticos mas com um vão bastante superior, sendo por isso pré-esforçados longitudinalmente.

Desta forma limitou-se a intervenção nas obras existentes à demolição nos bordos dos tabuleiros para efectuar a compatibilização geométrica com as novas estruturas e o novo traçado e no coroamento dos muros de ala na faixa de alargamento, para permitir a inserção dos novos tabuleiros.  

 

O enchimento significativo já existente aumentado pelo reperfilamento da auto-estrada, levou à necessidade de reforço estrutural de algumas obras:

 

- PI`s 421, 422 e 426 (Trecho IC24/Carvalhos) – Tratavam-se de pórticos nervurados com insuficiente capacidade resistente no tabuleiro. A solução desenvolvida consistiu na aplicação de pré-esforço exterior, com cabos instalados na face lateral das nervuras, com desviadores constituídos por peças metálicas fixas às nervuras e blocos de ancoragem executados no tardoz dos montantes.

 

- PI 426 (Trecho IC24/Carvalhos) – Esta obra apresentava uma insuficiente capacidade resistente ao nível da ligação entre a travessa e os montantes, na base dos montantes e nas fundações, que eram constituídas por estacas. A solução de reforço passou pela aplicação de mantas de fibras de carbono, instalação de barras de pré-esforço nos montantes, em furos com cerca de 9.0 m de profundidade, a toda a altura dos montantes e ainda a execução de escoras de betão entre as faces dos maciços de fundação.   

 

- PI`s 405 e 408 (Trecho FeiraIC24)– Pórticos laminares com insuficiente capacidade resistente ao nível da travessa e montantes. O reforço foi efectuado com mantas de fibras de carbono, espessamento da laje da travessa na ligação às novas estruturas e execução de escoras de betão entre faces dos maciços de fundação na PI 405.

 

Cliente: Brisa, Auto Estradas de Portugal, SA.

 

Trecho IC24/Carvalhos

Projecto: 1998

Entrada em serviço: 2000

Trecho Feira/IC24
Projecto: 2003
Entrada em serviço: 2006

PCA_0047.jpg
PCA_0048.jpg